sexta-feira, 27 de março de 2009

Morales anuncia universalização do ensino primário


O presidente da Bolívia, Evo Morales, inaugurou neste domingo (22) um programa audiovisual cubano que tem como objetivo universalizar a educação primária, após ter declarado seu país livre de analfabetismo no fim do ano passado.

Morales, em um ato que também contou com a participação do ministro da Educação, Roberto Aguilar, e do embaixador cubano em La Paz, Rafael Dausa, deu início ao programa na localidade de Chipaya, no departamento andino de Oruro.

O programa, que recebeu o nome de "Yo Sí Puedo Seguir", é um método audiovisual criado por pedagogos cubanos com aulas de espanhol, matemática, ciências naturais, geografia e história.

Na Bolívia, o programa deve contar com 23,3 mil pontos de educação, com 50 mil professores que pretendem fazer com que até um milhão de bolivianos completem um ciclo de dois anos no qual receberão uma educação equivalente ao primário.

A Bolívia foi o terceiro país da América Latina a ser declarado livre do analfabetismo após aplicar o programa audiovisual cubano, com o qual aprenderam a ler aproximadamente 827 mil pessoas.

A Bolívia é um exemplo que o Brasil precisa seguir.
Chega de modelo Neoliberal na Educação!
Por um novo modelo educacional - Libertário e universal.


2 comentários:

AF STURT disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
AF STURT disse...

A nossa saudosa Cuba ,foi a primeira ,a segunda seria a venezuela ?(se eu não tiver errado)e a terceira no caso Bolivia.
Todos três países que conseguiram extinguir o analfabetismo ou,estruturar projetos e progamas contra ele genaralizados,foram países que automaticamente tem uma extrema esquerda no governo...
Tem governos que estão lutando a favor do socialismo e dos movimentos sociais ,encarando de frente a elite(geral) e a burquesia capitalista.Só com governos desse tipo, podemos chegar a um nivel de estruturação de uma vida mais digna para toda população ...
É isso se faz atraves da educação e de medidas a favor da classe explorada ,seja ele depedende ou indepedente,usando descobertas da história e apropiando as necessidades do estado com um projeto politico inicial combativel a seduções do capital e correndo risco...Mas sempre com um apoio conseguente do povo por esse risco corrido...
saudações socialistas...