sexta-feira, 17 de agosto de 2007

O Papel do Coordenador Pedagógico.

Dentro das escolas, existe a figura do Professor Coordenador, um personagem peculiar. Este profissional exerce, em seu cotidiano, uma série de funções. Penso, que uma das principais atribuições do Professor Coordenador Pedagógico é ser o Elo entre o corpo docente e a direção escolar.
É este profissional quem ajuda na gestão escolar e na elaboração da proposta pedagógica da escola. Orienta alunos, pais e professores, além de responder pela formação crítica dos professores. Deve ainda auxiliar a resolver problemas de disciplina dos estudantes. Por tudo isso, o coordenador pedagógico só vai desempenhar bem seu ofício se for um líder e tiver apoio da direção em suas ações e reivindicações, como infra-estrutura de trabalho e tempo de estudo para ele e para todos os professores.
Neste complexo emaranhado de atribuições e burocracias, fica difícil estabelecer um perfil para os coordenadores. O que pode-se afirmar é que devem estar sempre se atualizando, e buscando melhorias coletivas dentro da escola.
O que me pergunto sobre a função de coordenador pedagógico é o porque este profissional muitas vezes é visto com desconfiança? Sendo ele fundamental dentro das Unidades Escolares!
Porque sua função muitas vezes é desvalorizada?
E, porque este profissional fica perdido no cotidiano da maioria das escolas?

25 comentários:

Bauru disse...

Muito legal fazer um blog assim, Thaís. Bem escrito, limpo, instigante... parabéns e vamos lá, brincar na blogosfera!

Eloisa Maranhão disse...

Olá, Thaís. Sou prima do Rogério, prof de português, e ele me sugeriu seu blog. Gostei muito. Só tenho um comentário sobre o professor-coordenador: não é papel do CP (coordenador pedagógico) atender alunos por problemas disciplinares. Isso é papel da direção e vice-direção da escola, que costuma ser jogado pra cima do coordenador pedagógico. O coordenador se relaciona com a direção e os demais professores (inclusive dando orientação quanto a questões disciplinares) mas alunos e sua (in)disciplina são problemas dos professores e da direção.
Beijo.

thaiSSperandio disse...

Olá Heloísa,
Obrigada pelos comentários;

Realmente, os problemas disciplinares são de competência da direção, e acabam na sala da coordenadora, para que ela resolva, o que é desvio de função. Isso contribui ainda mais para que o coordenador fique perdido no cotiano escolar, e deixe de investir na formação continuada dos professores.

thaiSSperandio disse...

Oi Rogério,
Obrigada. E, nessa blogosfera, espero contar com seu auxilio e apoio, tanto na divulgação do blog, como na melhor formatação e organização.
Um abraço.

Vanessa disse...

Olá Thaís!! Sou formada em Pedagogia, habilitação em Orientação Educacional e lecionei por 10 anos em uma escola particular, agora recebi uma proposta para ser coordenadora pedagógica de uma outra escola, também da rede particular de ensino, e aceitei. Estou cheia de espectativas quanto as atribuições do coordenador e me identifiquei com sua linguagem. Espero poder contar um pouquinho que seja, com suas experiências profissionais, pois terei muito que aprender nesta nova etapa de minha vida. O que não me falta é humildade e determinação.

Abraço!!

Anônimo disse...

Excelente texto!!!
parabéns!!!

rmmichele disse...

Olá, Thaís!
Descobri seu blog através de uma pesquisa que fazia para um trabalho da universidade. E seu texto me ajudou e me deu muita confiança e expectativas de uma educação melhor. Meu tema era justamente as atribuições do coordenador pedagógico.
Beijos e estarei sempre ligada em seu blog

Anônimo disse...

Olá Thaís!
Obrigada por este blog lindo. Estou iniciando como coordenadora pedagógica de um projeto social com adolescentes e suas idéias me ajudaram muito.
Obrigada

Antonio Wilson disse...

Tais,
penso que o coordenador pedagógico tem desempenhado muitas atribuições em uma unidade escolar pois as verdadeiras tomadas de decisões não tem sido efetivas que deve estar voltadas na procura de soluções alternativas para restaurar a qualidade do ensino na escola.

Anônimo disse...

olá Tais

Estou sufocada com o meu trabalho de coordenadora pedagógica, as vezes penso em desistir, mas lendo a mensagem do seu blog confesso que me animei e acho que estou até com um pouco mais de força para reagir. É impressionante como as coisas conseguem ser distorcidas pelos colegas da "educação".
Taciane Silva
Ocara - Ceará

Cris disse...

Oi Thaís, o papel do coordenador é difícil de definir. Como você disse, o CP está envolvido em tudo e não é reconhecido pelas funções exercidas. Sei porque estou nesse barco, descobri que depois que nos tornamos coordenadoras, viramos alvo de bombardeios de problemas e de reclamações por todos os lados. Além disso, ganhamos pouco por este trabalho.

cris disse...

Olá Thaís fazendo uma pesquisa sobre as funçôes do coordenador pedagógico descobrir seu blog, adorei seus questionamentos foi claro e direto. Sou estudante de Pedagogia esstou no sexto período. Parabéns!

Anônimo disse...

PROF, coordenadora Thaís, infelizmente as funções de coodenador pedagógico e orientador educacional se perderam neste emaranhados de inovações educacionais. Haja vista a dificuldade de alguns diretores em aceitarem a importancia de um OE em suas instituições de ensino.
Hoje. com a família tão desagregada se faz necessário mais do que nunca a função do OE
Especialistas em educação, levantem a bandeira da qualificação!
Abraços. CL

cris disse...

OLá,Thaís
Bem estou iniciando depois de 13 anos em sala de aula uma nova etapa em minha vida profissional,que é ocupar o cargo de CP.Confesso está anciosa pois percebo que é uma função que seu principal objetivo se perdeu no tempo,,,,Pois com a realidade que temos hoje o coordenador precisa ser polivalente.........mais também preciso dizer que estou carregada de experiências vividas ao longo dessa minha trajetória e sei que irá contribuir para o meu crescimento e dos meus colegas que depositam suas espernças em mim e no meu trabalho..bjus Cris-bahia

Anônimo disse...

eu gostaria de saber se o coordenador escolar tem alguma função administrativa dentro da escola, como por exemplo dentro da secretaria

Anônimo disse...

Olá thais, sou pedagoga e este ano fui cnvidada para exercer a função de coodenador pedagógico, numa escola pública, está sendo um grande desafio principalmente porque percebo que a maioria dos professores nao estão abertos para transformaçoes.

cristiane.fernandes disse...

Olá, Thaís é muito importante que os coordenadores tenham bem definido o seu papel dentro da unidade educacional, pois este é o primeiro passo para definirmos os objetivos do nosso trabalho e com certeza melhor aproveitarmos o nosso tempo sem dévio de funçoes. O Blog é um excelente espaço para definirmos propostas de trabalho e espaço de estudo com os nosso profissionais. Visitarei outros arquivos do seu blog.

Dani Heinemann disse...

Olá! Gostei muito de seu blog, parabéns pelo texto, etá ótimo e me esclareceu.
Abraço!

Anônimo disse...

Olá sou estudante de pedagogia, e era para estar estagiando na coordenação,mas nunca a encontro, então escrevi pedindo algumas dicas para fazer o relatorio sobre a importancia da formação continuada, função do tal profissional entre outras.agradeço se puder me ajudar.

Rouberval B. A disse...

Para fazer economia, as escolas sobrecarregam os coordenadores/supervisores escolares. Falta o profissional Orientador, aquele que deveria estar mais ligados aos alunos, orientado-os. Por isso, o trabalho do SOE - Serviço de Orientação Educacional, fica, também, nas costas do Coordenador Pedagógico. Enquanto não mudarmos esse sistema, enquanto a Educação não for valorizada, enquanto elegermos políticos corruptos, a escola não vai mudar.

Laura Cristina Nardi disse...

Parabéns pelo texto e pela ideia do Blog. Já me associei pois também quero trocar ideias. Atuo como Coordenadora em escolas e em uma faculdade. Sobre as questões de muitas funções que acabamos exercendo no cargo, isso realmente já aconteceu comigo e deve partir de nós a iniciativa de sentar e colocar no papel as nossas atribuições (de acordo com a carga horária que possuímos) e impor limites (e isso é possível). Não é nossa função "abraçar tudo". Apesar de ser muito difícil ver tanto por fazer, temos que aprender a fazer apenas o que nos compete o cargo, inclusive para bem fazer!!! É um cargo de muitas cobranças e constantes críticas: natural!!! Estamos sempre expostos e envolvidos nas situações mais complexas no ambiente de trabalho. Mas também, venho descobrindo que é um trabalho lindo e que pode contribuir e muito com as escolas e instituições. Sugestão de formação continuada aos interessados: iniciarei uma pós em Gestão de pessoas em março de 2011 (tudo a ver com nosso trabalh). Um super abraço a todos e sucesso!!!!

Ovelha Negra disse...

Estou há menos de um mês desempenhando o cargo de coordenadora pedagógica de uma EMEF.
Até os ATEs se sentem no direito de cobrar da gente (eu e a outra CP)providências quanto à disciplina dos alunos. Há uma confusão muito grande (e muito proveitosa para a gestão, diga-se de passagem)em relação aos papéis de cada um dentro de uma escola.
Seu blog me ajudou muito a ver o que está errado aqui!
E agradeço se alguém - que ler meu comentário aqui deixado - puder me dar dicas/sugestões/incentivo... rsrs, pois estou ficando muito desiludida por ainda acreditar que é possível construirmos uma escola que proporcione educação/formação de qualidade para nossas crianças e jovens.
Obrigada pelo espaço,
e parabéns!

Uma Igreja que nasceu para acolher o povo de Deus. disse...

O Aprendiz
Estou há quatro meses atuando como coordenador em uma escola estadual,me identifiquei com o assunto e gostaria de deixar minha opinião.
Em muitas escolas estaduais este personagem se envolve tanto com as burocracias e indisciplinas, que quase não sobra tempo para cuidar da formação crítica do corpo docente.

Izabel Dória disse...

Olá,Thaís,sou professora-coordenadora da EMTB em Porto da Folha-Se e fui convidada há oito meses para assumir este cargo de coordenadora, estou sentindo mt dificuldade em relação a minha função,e percebo que não estou sozinha nessa dúvida. estava mt focada na questão da indisciplina dos alunos e da parte burocrática, mas acabo de ler aquí, que não é papel do coordenador. foi bom encontrar vcs aquí e tirar minhas dúvidas. Beijo.

Anônimo disse...

Olá!
Parabéns pelo texto!